Custo do tabagismo para a saúde pública: Um Alerta Necessário

Publicado por: MikeN
30/08/2023 06:08 PM
Exibições: 111
Pulmão de um fumante Cortesia Editorial Pixabay/iStock
Pulmão de um fumante Cortesia Editorial Pixabay/iStock

No "Dia Nacional de Combate ao Fumo", lembrado em 29 de agosto, uma pergunta se faz cada vez mais relevante: qual é o verdadeiro custo do tabagismo?

 

Além dos malefícios óbvios à saúde, como câncer de pulmão e doenças respiratórias, o tabagismo na sociedade também impõe uma carga financeira significativa ao SUS.  Dados alarmantes apontam que os brasileiros gastarão cerca de R$ 26,5 bilhões com produtos derivados do tabaco até o final deste ano, um aumento de 4,4% em relação ao ano passado.

 

Ao considerarmos o panorama completo, vemos que os efeitos do tabagismo reverberam muito além do custo direto dos produtos. Os gastos abrangem uma gama de despesas que afetam a saúde pública e o sistema de saúde como um todo. Doenças relacionadas ao tabagismo geram altos custos médicos, envolvendo consultas, tratamentos e internações. Um dos exemplos mais impactantes é o câncer, uma das principais causas de morte em todo o mundo.

 

O câncer de pulmão, fortemente associado ao tabagismo, é um dos tipos mais agressivos e letais. Seu tratamento é complexo e dispendioso, não apenas financeiramente, mas também em termos de sofrimento humano. Além disso, outras doenças cardiovasculares e respiratórias relacionadas ao tabagismo também sobrecarregam os sistemas de saúde, exigindo recursos que poderiam ser direcionados para outras áreas da medicina.

 

Para além dos gastos diretos no tratamento, é fundamental considerar os custos indiretos, como a perda de produtividade devido a doenças e aposentadorias antecipadas causadas pelo tabagismo. Isso impacta a economia em larga escala, afetando a capacidade de crescimento e desenvolvimento do país.

 

O “Dia Nacional de Combate ao Fumo” é mais do que uma data simbólica. Ele nos convida a refletir sobre os efeitos profundos e multifacetados do tabagismo em nossa sociedade. A conscientização sobre o custo humano, financeiro e social dessa prática é o primeiro passo para um futuro mais saudável e próspero. Educar as pessoas sobre os riscos associados ao tabaco e promover políticas públicas de prevenção é essencial para reduzir o impacto negativo do tabagismo em nosso país.

 

Enquanto nos esforçamos para controlar essa epidemia, é necessário olhar além dos números e considerar o valor inestimável da saúde e da qualidade de vida. A batalha contra o tabagismo é, portanto, uma missão coletiva que requer ação contínua e determinação para transformar a realidade de hoje em um futuro mais saudável e livre das amarras do tabaco.

 

Que o “Dia Nacional de Combate ao Fumo” seja um lembrete de que cada esforço individual para abandonar o tabagismo contribui para um impacto positivo em nossa sociedade como um todo.

 

Artigo pensado, pesquisado e publicado por:

Mike Nelson Conteúdista da The Mobile Television Network

Vídeos da notícia

Imagens da notícia

Tags: